FANDOM


Steven Universe

Esta página é uma transcrição finalizada do episódio "Sem Destino".
Não edite esta página, a menos que você encontre algum erro gramatical ou descrição incorreta.
No caso de outros tipos de mudança, por favor entre em contato com a administração.

(O episódio começa com Steven lendo um livro de Garotos Sem Lar)
Steven: Puxa! Como eles vão sair dessa? (Ele olha outra página) Ah, então é assim? (As Gems se transportam de volta ao Templo do Cristal, segurando vários robonoides) Já voltaram? Ih, são as coisas da Galáxia Warp! Por que trouxeram?
Pérola: Elas não podem se reativar e consertar o Transportador Central.
Ametista: Aí, Steven, saca só essa! (Ela esmaga um robonoide, fazendo espalhar gosma por todo lado. Pérola se assusta e derruba vários robonoides) Cablum!
Pérola: Ametista, por favor! Isso é sério! Temos que entender essas coisas e não expremê-las. Se os gems do Planeta-Mãe querem voltar à Terra, então tem que ser detidos!
Garnet: Pérola, se acalme. Ainda temos o controle, a Terra está salva.
Steven: Mas salva de quê? O que querem os gems do Planeta-Mãe?
(Garnet e Pérola olham uma para a outra)
Pérola: Steven, muito tempo atrás, os gems tentaram fazer uma coisa... Muito ruim. (Ametista fica brava) Uma coisa que teria prejudicado a Terra. Alguns gems como sua mãe, Garnet e eu mesma, sentimos que isso era injusto com a vida que já existia aqui. (Ametista coloca o pé sobre um robonoide) Então nós juramos nunca deixar a Terra ser usada para os propósitos deles, mesmo que isso... (Ametista esmaga um robonoide) Hunf! Impedisse nossa volta para casa para sempre.
Garnet: Escolhemos a Terra.
(Steven olha para Ametista, que está chateada)
Steven: Pera aí. Então quer dizer que nós somos iguais aos Garotos Sem Lar?
Pérolas: Os quem?
Steven: Os Garotos Sem Lar! (Aparece os três volumes da série de livros atrás de Steven) É uma série de livros sobre dois garotos que não tem lar. Eles viajam pelo país vivendo aventuras, vivendo em vagões, descendo rios em botes e resolvendo mistérios. Eles tiveram muito sucesso, até a desastrosa adaptação aos quadrinhos, mas a história que eu gosto mais é o clássico, onde os garotos sem lar são caçados pelo país por um misterioso perseguidor, que acaba se revelando ser o próprio medo dentro deles.
Pérola: Steven, nós não somos como os garotos sem lar. Estamos todos aqui, na sua casa, bem agora.
(Pérola e Garnet saem de cena)
Steven: Ah, eu queria ser um garoto sem lar. Sem passado, sem futuro, só a estrada pela frente.
Ametista: É, seria irado. Vamos nessa!
Steven: Jura?
Ametista: Claro! Pé na Estrada! Aí, os garotos sem lar, sem destino.
(Steven e Ametista arrumam suas coisas.
Música: Ir Por Aí)
Steven: ♪ É tempo de ir embora ♪
♪ Ter alguma diversão ♪
♪ Não há tempo a perder ♪
(Eles pegam carona com os descolados)
♪ Tá na hora da ação ♪
♪ Dos amigos se lembrar ♪
(Os descolados os deixam na saída de Beach City e eles se despedem)
♪ E o pôr do sol seguir ♪
♪ Se afastar de tudo pra ir por aí ♪
(Eles começam a andar por um campo aberto. No caminho, eles encontram um guaxinim, que os segue. No meio do caminho, o guaxinim ataca Steven, enquanto Ametista ri. Eles chegam até uma linha de trem, Ametista joga Steven dentro do vagão e entra em seguida)
♪ Ir por aí ♪
Ametista: ♪ Eu não ligo pro que os outros vão dizer ♪
(Steven ao fundo: ♪ Ir por aí ♪)
♪ Mas sei que algumas coisas não vão desaparecer ♪
(Steven ao fundo: ♪ Ir por aí ♪)
♪ Queria até dizer que um lar é minha direção ♪
Steven e Ametista: ♪ Mas lar é um lugar que eu não vi não ♪
(Eles sobem no teto do trem)
♪ Por isso vamos por aí ♪
(No vagão, Steven pega comida que ele trouxe, mas o guaxinim o ataca novamente)
Steven: Aquele guaxinim de novo! (Ametista observa. O guaxinim come a comida de Steven e sai do vagão) Hã... Ametista, pode me dar um pouco do seu lanche?
(Ela come todo o seu lanche)
Ametista: Ah, desculpa aí, cara.
Steven: Meu fornel não era grande o bastante para mim e o guaxinim.
Ametista: Por que não trouxe a sua mochila?
Steven: Não ia dar na minha trouxinha. (Ele deita em um feno) Quem sabe, se eu dormir, a fome passa, igualzinho aos garotos sem lar. Sabe, eu acho que eu me enganei a beça sobre o feno, ele sempre parece tão macio nas figuras, mas, na verdade, arranha muito. (O trem chacoalha e um pacote de feno cai sobre ele) Ametista, eu quero voltar logo pra casa. (Ametista senta na abertura do vagão) Ametista. (Ele vai até ela) Eu cansei de ficar fingindo ser um garoto sem lar.
Ametista: Mas não eu.
Steven: Tenho certeza que Garnet e Pérola estão pensando em nós, querendo que a gente volte pra casa.
Ametista: Lá não é minha casa.
Steven: Mas... Ah, é isso mesmo, você é do Planeta-Mãe!
Ametista: Lá também não é minha casa!
Steven: Então de onde você é?
Ametista: Vou mostrar pra você. (Eles chegam até um local deserto, sem vida, com várias paredes rochosas) Chegamos, há! Seja bem-vindo ao Jardim de Infância! E aí, que tal?
Steven: Ah, é legal.
Ametista: Com certeza! Vem logo!
(Ela leva Steven pelo braço até o interior do Jardim de Infância. Steven olha os injetores no local)
Steven: Esse lugar aqui é o quê?
Ametista: É o lugar de onde eu vim!
Steven: Ué, mas eu pensei que os gems fossem do espaço.
Ametista: Garnet e Pérola são, mas eu fui feita na Terra, como você. Ahhhh! Saca só! (Ametista corre até uma pedra) Ai, cara! Que saudade desse aí, é o pedregulho onde eu subia.
Steven: Ah... Olá.
(Ela aponta para um pedregulho)
Ametista: Aquele ali é o pedregulho que eu sentava (Ela aponta para outro) e aquele lá é o pedregulho que eu dividia em dois.
Steven: Quanto tempo você viveu aqui?
(Ametista sobe no pedregulho)
Ametista: Ah, por um bom tempo, até eu conhecer sua mãe e as outras.
(Ela desce do pedregulho e corre na direção buraco na parede do Jardim de Infância. Steven olha um injetor)
Steven: Uau! Que coisa é essa aí?
Ametista: Ah, é só um ferro-velho gem que tá aí há um tempão, nem deve funcionar mais. (Steven olha o injetor) Ô, Steven! (Ela aponta para um buraco em uma das paredes) Esse aqui é o buraco de onde eu sai.
Steven: Pera aí! Como é que é?!
Ametista: É o meu buraco! Olha, é bem do meu tamanho! (Ela entra no buraco) Ah, ainda tem aquele cheirinho bom de buraco.
Steven: Ué. Quer dizer que você saiu desse buraco?
Ametista: Foi aqui que eu fui feita. Ah, foi só "tloc" e eu sai desse buraco.
(Steven olha os outros buracos do Jardim de Infância)
Steven: Mas... E quanto aos outros buracos?
(O transportador do Jardim de Infância se ativa. Pérola se transporta)
Pérola: Ah, você está aí.
(Ametista sai do buraco)
Ametista: Chegou a estraga prazeres.
Pérola: Garnet disse que estaria aqui, mas eu não quis acreditar. Ametista, o que estava pensando que estava fazendo trazendo o Steven pro (Ela fala em um tom cochichante) Jardim de Infância?
Ametista: Ah, sei lá, a gente tava passando.
Steven: Pérola, a Ametista foi mesmo feita aqui?
Pérola: Você contou o que pra ele?
Ametista: Do quê? Tá falando da coisa ruim, é? De como esse lugar ruim era, pra onde os gems ruins vinham pra fazer mais gems ruins? É disso que tá falando, é?!
Steven: Criavam outros gems aqui?
Pérola: Ametista! Ele não está pronto!
Ametista: Ai, não se preocupe, Steven, tá tudo ótimo agora!
Pérola: Ametista!
Ametista: Deu tudo certo, nós vencemos!
Pérola: Para!
Ametista: E depois fechamos esse lugar pra que a Terra ficasse livre de parasitas como eu!
(Pérola se põe na frente de Steven)
Pérola: Ametista, agora já chega!
Steven: Pérola...
Pérola: Steven, eu lamento muito. Eu não queria que você visse esse lugar horrível.
Ametista: Então por que vocês não vão embora?! (Ametista invoca seu chicote, prendendo Pérola com ele e a atirando em um injetor) Admita, pra você eu sou uma vergonha!
(Ela usa seu chicote, mas Pérola desvia, fazendo com que o chicote corte uma das "pernas" do injetor)
Steven: Ametista! (Ametista o segura) Hã? Pera aí! (Ela o joga para longe delas)
Pérola: Eu não quero lutar com você! (Pérola invoca sua lança)
Ametista: Eu também não ia querer lutar comigo!
(Ametista se transforma em uma esfera e vai na direção de Pérola. Em seguida, Pérola atira vários raios de energia de sua lança, que Ametista desvia facilmente. Ela salta e atira seu chicote, Pérola pisa na ponta do chicote e o corta)
Steven: Gente, para, por favor!
(Ametista pousa)
Ametista: Fica fora disso!
(Ela atira seu chicote nos pés de Steven, fazendo ele cair no chão. Pérola pula na frente de Ametista, que tenta acertá-la com seu chicote, mas Pérola consegue dar um chute em seu rosto)
Pérola: Ametista, pare com isso. Você não consegue me derrotar.
Ametista: Eu não quero saber! (Ela invoca dois chicotes e os prende na lança de Pérola) Eu não vou deixar você ficar me lembrando de tudo que eu odeio em mim! (Ela coloca energia nos chicotes, causando uma explosão na lança e em Pérola, que é atirada em um injetor e fica caída no chão. Ametista se aproxima dela, chorando) Eu não pedi pra ser assim! Eu não pedi pra ser feita!
Pérola: Ametista...
(Steven, chorando, entra no meio das duas)
Steven: Ametista, por favor, para agora! Eu sei que está triste, mas eu não aguento ver vocês duas se machucando! (A perna do injetor, cortada pelo chicote de Ametista, se separa e ele começa a cair. Steven cria uma bolha protetora, mas Ametista não estava junto a ele e Pérola, que sai correndo em seguida) Ametista! Ametista! Ametista! Ametista! (O injetor cai, mas não afeta a bolha de Steven) Ametista! Cadê você?! (Ele empurra um pedaço do injetor que cobria o buraco da Ametista, onde a mesma estava) Ametista!
Ametista: Vai embora. Eu sou má, se afasta de mim.
Steven: O quê? Isso é ridículo. Olha, eu não sei o que tudo isso significa, mas...
Ametista: É, não sabe mesmo, porque, se soubesse, nem falaria comigo!
(Ele sai de dentro do buraco)
Steven: Pérola, entra aqui. Você tem que me ajudar.
Pérola: Mas...
Steven: Você vai ter que falar com ela, viu?
(Pérola entra no buraco)
Pérola: Ametista... Ametista, eu não fazia ideia que você ficava chateada com isso.
Ametista: Como é que é?! Você não fazia ideia?! Há, mas isso tem a ver com toda a minha existência. Você quer fingir que nada disso aconteceu, você acha que eu sou só um grande erro!
Pérola: Não, não, Ametista, você não é um erro, você é só um subproduto de um... (Pérola fica corada) Grande erro. Não, não, não, não é isso não! Eu... Só que eu nunca pensei nisso como você. Nada disso é culpa sua, você não construiu esse lugar. Eu... Eu sinto muito, Ametista. (Pérola começa a chorar) Eu espero que possa me perdoar. Você foi a única coisa boa que saiu dessa bagunça, eu sempre achei que você tinha orgulho disso.
(Pérola estende a mão para Ametista e a tira de dentro do buraco. Em seguida, Ametista a abraça, Pérola a abraça também, deixando Steven feliz. Eles sobem no transportador, os três de mãos dadas)
Steven: Crystal Gems para sempre! E vamos embora pro Steven dormir na caminha.
(Eles se transportam. Em seguida, a tela foca em todos os buracos nas paredes do Jardim de Infância)
(Continuação em breve)

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória